Categorias

terça-feira, 7 de maio de 2013

Da série Sonhos - Meus relatos parte III - Visitas

Lá pelos anos de 2001 a 2003 mais ou menos, eu tive alguns sonhos interessantes.
Em sonhos eu pegava ônibus sempre para ir a uma mesma região de Palmas, o Bairro Jardim Aureny I, mas nos primeiros sonhos eu não sabia que lugar era aquele, eu só tinha a certeza de que eu estava indo visitar alguém, sempre que eu acordava não lembrava de muita coisa, os únicos registros que ficavam na minha memória quando acordava eram a ida, eu andando para determinada rua, e o retorno de ônibus para minha casa.

Tempos depois, em 2005 fui selecionada para trabalhar como estagiária em uma empresa que estava abrindo as portas. Ao entrar na rota do ônibus que ia para a região veio aquela sensação já sentida por muitos, o Déjà vu. E para minha surpresa a empresa na qual iria trabalhar ficava na mesma rua que eu sempre visitava em sonhos.

Foi nesta empresa que eu conheci o meu marido, rs, ele também trabalhava lá. Interessante não?
Depois que comecei a namorar ele, fiquei sabendo quem eu ia visitar nos sonhos, eu ia na casa dele para me reunir com a minha futura sogra e futuro companheiro... a casa fica em uma rua perpendicular a avenida da empresa.
Descobri isto em um retorno para casa, quando tive que pegar o ônibus em um outro ponto
e tive o mesmo Déjà vu.

Nada acontece por acaso!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Da série Sonhos - Meus relatos parte II

Acredito que seja válido, para mim, colocar em palavras os sonhos que já tive, é como se através deles eu pudesse extrair algum ensinamento ou detectar avisos, recados, conselhos...

O relato de hoje é muito curto, trata-se de um aviso que recebi através de sonho sobre minha mudança para Palmas-TO. Nos mudamos para cá em 1997, janeiro. Minha mãe e pai vieram conhecer a mais nova capital do Brasil, no ano anterior. Mas este sonho eu tive em 1995.

Eu estava andando em uma cidade diferente, então eu atravessava uma quadra cheia de residências, eu nunca havia estado ali naquele local, era bem diferente das cidades do meu estado natal, Pará.
http://www.espacoturismo.com/nacionais/norte/palmas-tocantins-fotos
(Na foto acima Avenida Palmas-Brasil, separando as quadras residenciais 704 Sul e 604 Sul, , fiz o percurso do sonho com uma linha verde, hahahahahah que traço perfeito hein? Pode clicar na foto para visualizar melhor.)

Atravessando a rua com casas, me deparei com uma avenida de mão dupla, com um canteiro central separando as duas avenidas. Tomei a calçada e estacionamento adiante, então olhei para um lado e vi um outdoor onde havia uma propaganda, consegui ler o que parecia ser propaganda sobre aula ou equipamentos de informática e, entrei em outra rua onde se perfilavam várias residências.

Observei bem aquele lugar, onde as casas eram bem diferentes das casas onde morava, então. Santarém tem uma arquitetura que lembra bastante a arquitetura do Brasil colônia, no centro da cidade, e nas outras partes as casas tem muros vazados e portões baixos. Mas aquela cidade era bem diferente, com muros e portões fechados onde não se conseguia enxergar as casas dentro dos terrenos.

Acordei deste sonho, com sentimento de estranheza. E fiquei me questionando por muitos dias o porque daquilo.
O fato é que passou-se o ano de 1996, e ficamos sabendo da mudança de ares, talvez fôssemos mudar de cidade, as opções eram São Luiz-MA, Varginha-SP, São Paulo-SP, Natal-RN ou Palmas-TO, por conta das mudanças na empresa em que meu pai trabalha até hoje. Iríamos ser transferidos de cidade. OK!

Meus pai vieram conhecer Palmas, gostaram do que viram, uma cidade em franca expansão e construção, organizada, e mesmo sendo uma capital, ainda era tranquila de se viver.

Mudamos para cá em janeiro como mencionei. E meses depois, inda para a casa de uma nova amiga, Luani,  que morava na quadra seguinte da minha, me deparei com os mesmo cenário do sonho, atravessando as mesmas ruas, passando pelas mesmas casas, a mesma avenida de mão dupla com canteiro separando as avenidas, o mesmo estacionamento comercial, e para meu susto o mesmo outdoor com a mesma propagando. Aquela sensação de "déjà vu", me chocou, rs.

Continuei indo para a casa da Luani, com um sentimento estranho sabe, um certo medo até, rs.

Quando retornei para casa, contei para minha mãe, ela ficou bem impressionada com o fato também.

Naquela noite, fui deitar e refletir sobre o acontecimento, sobre a constatação de que eu poderia ter sido avisada, 2 anos antes, que eu viria morar no Tocantins.

O porque disto na época eu não sabia responder. Mas, todas as histórias que já vivi em Palmas, me fazem acreditar que este é meu lugar para vivenciar o que Deus quer.

Esta série continua... aguardem.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Da Série Sonhos - Meus relatos - Parte I


ELE vem me chamando para o trabalho na Seara do Bem, sim!  Chama-me através de sonhos, alguns carregados de símbolos que só dias depois minha memória desperta para o recado, alguns são tão reais que acordo com o sentimento de dever cumprido por ter trabalhado a madrugada toda ajudando alguma equipe ou pessoa.
Não, eu não estou louca. Estes sonhos nós chamamos de espirituais.

Sonho Espiritual
searaespirita.org
"é a lembrança de uma atividade desenvolvida pelo Espírito no mundo espiritual durante o sono. Kardec denomina essa situação como “emancipação da alma”.
Como podemos distinguir o sonho? Os sonhos de caráter fisiológico ou psicológico são fugidos, mal delineados. Os sonhos espirituais são mais nítidos, mais claros. Guardamos melhor. E um detalhe: geralmente são coloridos, o que não costuma ocorrer com as demais formas, que se apresentam em preto e branco."

Mas, o que me chama a atenção, o que fica de lembrança e ensinamento nestes sonhos?

Vou tentar relatar brevemente um sonho que eu tive recentemente.

Certa noite eu sonhei que estava em uma escola, e nesta escola eu estava dentro de uma sala pequena. Próxima a uma mesa comprida, me vi em pé ao lado de outras pessoas e, alguém estava dando certo tipo de instrução, que no momento eu não me ative do que se tratava. Em dado momento chegou a minha vez de realizar o tal procedimento, então me dirigi ao instrutor e disse: “Estou fazendo tanto esforço e não consigo fazer nada, não sai nada das minhas mãos.” Ele tocou levemente em meu ombro e disse: “Não se preocupe, você tem capacidade, apenas lembre e use sua fé”.
Então, me concentrando, comecei a pensar em muitas coisas boas, na vontade de ajudar pessoas e o quanto isto traria de alívio para alguém se recebesse. Foi que, neste momento surgiram em ambas as palmas de minhas mãos duas luzes que foram se tornando azuis e ficaram com aparência de chamas azuis e as mesmas tremulavam. Nisto eu fiquei muito feliz, e o sonho acabou, ou eu não me recordo realmente do restante.

Deus nos chama ao trabalho e ao bom combate de muitas maneiras, para mim resta ter atitude de me jogar no desafio e ser uma servidora.
Esta série de sonhos continua...
Até a próxima.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Em degradê

Utilizando a técnica mais simples que tu podes imaginar para dar o efeito de degradê em tuas unhas, tu serás capaz sim de ficar estilosa. Foi a primeira vez que fiz deste jeito e deu super certo.

Separe de 3 a 4 esmaltes com cores da mesma família, para tu montares o degradê.

Passe a 1ª camada com a cor mais clara, depois pegue um tom acima e pinte da metade para a ponta, a seguir outro tom acima e pinte as pontas.

Para dar acabamento, tu podes escolher entre uma cobertura transparente de alto brilho ou uma base com glitter, isto irá uniformizar a aplicação das primeiras demãos.

Nesta composição eu me inspirei no bolo pequeno, ou como todos chamam cupcake. Eu nunca comi um, hehehehehehe daí fico desejando. Mas estou até pensando em fazer em casa e, se eu conseguir fazer vou colocar aqui no blog a receita e fotos.

Ok, chega de lerolero e vamos as fotos.

O que eu utilizei:

Base para o Degradê: Pop Rose, Natural/Gloss da Risqué.
Segunda camada: Paula A-07, Cremoso Secagem Rápida, da Ellen Gold.
Terceira camada: Rosa Antigo, Cremoso, da Ana Hickimann
Cobertura: Mucuri - 260 - Glitter, seleção Cores, da Dote.







Fotos que eu tire ontem à noite e sem flash

Fotos de hoje de manhã, sem flash
 

Então é isto, tu podes escolher a combinação que mais te agradar, eu fiquei imaginando outras possibilidades como por exemplo, creme, bege, bege escuro e marrom, porém com outra técnica, a que aplica o degradê com a esponja. E, por sinal estou com vontade de testar para descobrir se eu conseguirei fazer.

Um abraço fraterno, até breve.


domingo, 27 de janeiro de 2013

Combinações variadas - Unhas

Mereje Trends, Água de Coco e Ellen Gold 3D, Ref. H-13
Para não deixar a esperança escapar por entre os dedos, acima um verde purpurinado.

Trago para este início de semana algumas combinações que já testei e, gostei do resultado. Eu coloquei nas legendas das fotos os esmaltes utilizados.

Romantismo com Risqué, Renda Rendinha, Impala Perolado Fitilho e  Cobertura Glitter Dote na cor Mucuri.


Colorama Verniz e Cor, um vermelho hiper elegante, cor Estréia.
Para as adeptas de grafismos e desenhos nas unhas: Prateado, da Avon com Azul Alice, Ref. 171 da Marca Ellen Gold.

Espero que tenham gostado das sugestões.
Tenham uma semana repleta de Luz e Paz.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Combinação que deixa o dia-a-dia mais glitterinado

Eu gosto de esmaltar as unhas, e você?

Aqui uma combinação que me deixou satisfeita: Esmaltes Ellen Gold nas cores Black e 3D - H6.

Agora o efeito à luz do dia:

Hoje é somente isto, rs.
Me conta aí, quais tuas cores preferidas?

Caminho, Verdade e Vida

Caminho, Verdade e Vida
Nossa Luz

Música Oriental